quarta-feira, 11 de julho de 2007

Horas

longas noites
faróis desgovernados
vagam sem destino
aleatoriamente
sem direção
língua que rebola
roçando nos dentes
sacana safada
palpebras repelentes
Morfeu me renega

Nenhum comentário: