quarta-feira, 17 de outubro de 2007

algo mais

foi de propósito

o cangote perfumado
o olhar extasiado
o cabelo amarrado
o sorriso pra você


foi inevitável

meu corpo te querer
minha boca te morder
minha cama te manter
deitado ao meu lado

foi sem querer

o espírito arrebatado
o desejo de te ter pra mim
a ambição de te precisar assim
possessivamente dominado



Nenhum comentário: