segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

aprendizado

um ano de vidas
de mortes
de alegrias e tristezas

um ano de indas e de vindas
e ano de lindas
de feias
de azedumes
de querências

um ano de crescer
de cair
de levantar
de se espantar

um ano inteiro
pra viver
pra mudar
pra voltar
pra surtar

dois mil e oito
para ser feliz
para descobrir
para amar sem medo
para amar a mim
para amar a ti

final perfeito
para o ano imperfeito
beijo no peito
dor no quadril
olhar febril
e trejeitos sem jeito

este ano
aprendi a crescer
a apurar
a jornalizar
a babar
a cuidar

dei meu passo pro jornal
pra vida inteira
meu começo
meu tropeço
avesso ao igual

neste ano
abri minha carne
minha mente
minha alma
para ser unicamente
solitariamente
freqüentemente

FELIZ.

Nenhum comentário: