segunda-feira, 21 de setembro de 2009

o churrasco

brinde aos novos!

aos sambas
aos bambas
à carne
à vida
à morte
à sorte
ao ver particular
à energia familiar
à cidadania
à advocacia
à fina sintonia
à boemia
ao forrozear
ao salgado tombar
ao acrescentar
aos mosqueteiros
aos maconheiros
aos chineleiros
ao pé no chão
aos sem noção
ao cartão clonado
ao corpo colado
ao peito suado
à pele alva
à saúde salva

ao mestrado - que vai chegar
à saudade - que vai ficar
à gringa - que mudou de lar
ao amigo - que foi pro mar

aos óculos laranja
à marmanja
à criança
à dança
às sardas nas costas
às não-respostas
ao abraço apertado
o sorriso largado
ao churrasco marcado

que não pode faltar

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

começo do fim

 eita tesão desmedido
de falar calado
de beijar linguado
de deitar ao lado
de prazer contido

eita tesão bonito
de sorrir com o rosto
de sentir o gosto
de dormir composto
de prazer bendito

eita tesão feliz
de pele nua
de linda lua
de branca pua
de prazer com bis

eita tesão que explode
de noite quente
de mão eficiente
de língua dormente
ao prazer, minha ode

salve!
a leveza do sim
glória!
às borboletas no jardim
feliz... serena... amando
o começo do fim


quinta-feira, 10 de setembro de 2009

meu porto















adoraria poder...
acreditar...

mesmo sabendo que tenho capacidade
mesmo ciente da minha habilidade de
me faltam forças

busco quietude, silêncio
enquanto isso
uma banda toca ao meu lado
há obras no andar de cima
tudo é muito loud

minha cabeça dói
muito

fui molhar meus pés
mas o deque se afastou da terra-firme
e me vi flutuando num mar cinza
com pontos coloridos piscantes
um limbo de sentimentos

há momentos, no entanto, que nos levam para outros lugares
cidades belas
cidadãos felizes
passagens de ida
para uma redoma perfeita

receio que minha imperfeição não seja aceita por lá
que as placas indiquem a saída
que eu seja banida
novamente

pr'aquela casa desvigiada e escura
então eu prendo a respiração...
e rezo para que tudo apenas

se vá

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

'vamo' acampar?













olho.
remela.
costas.
desconforto.
chão.
sorriso.

zíper.
grama.
pele.
frio.
volta.
casaco.
zíper.
água.
rosto.
sorriso.

vento.
amigos.
aconchego.
cobertor.
meia.
cachaça.
abraço.
sorriso.

purificação.

repelente.
viola.
roda.
mais um.
mãos.
sorriso.
sorriso.
sorriso.
sorriso.

sorriso.

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

a busca da paz

tento puxar o veneno pra fora
arrancar das minhas entranhas
o sangue espremido nos dentes
o rosto rasgado de mágoa
a dor embaixo da minha pele

viro o olhar pro outro lado
pavor de estar certa
de descobrir que a carne está viva

espero as lágrimas lavarem a ferida
distorcida e escura
desfeita, imperfeita
madura, insegura

em busca da paz salinizada

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

a dança

demorou o tempo certo

o passo marcado
os olhos fechados
o corpo agarrado
o cabelo amarrado
o rosto suado
a vontade de te ver

foi melhor que eu esperava
o beijo demorado
o abraço apertado
o sorriso abençoado
o carinho adoçado
o afago indomado
a vontade de você